quinta-feira, 14 de maio de 2009

Correr atrás

É bom suspeitar das certezas que nos impedem de seguir caminhos, quebrar hábitos e nos afastam das pessoas. Depois de se cristalizarem em hábitos de rotina, já não são certezas, são restos – melhor reavaliar e, se for o caso, jogar fora.
Não analisamos as convicções pré-fabricadas. Agimos como se determinados princípios, conceitos ou simplesmente hábitos fossem cláusulas pétreas. Acontece que nada tem validade eterna. O tempo muda, o mundo tem uma cara nova a cada ano, cada semana, cada dia. E às vezes a resposta a algumas questões que nos atam ao padrão de comportamento que acreditávamos ser o melhor está bem diante de nossos olhos, mas não a percebemos porque nossa censura interior não deixa ou simplesmente porque já mergulhamos numa letargia chamada rotina que nos pacifica sem intervenção de nossa vontade. Ora, é bom desconfiar de princípios que criam limites intransponíveis. É bom ficar atento, porque se a inércia tomar conta de nós é sinal de que estamos desperdiçando coisa ainda mais valiosa do que a água – nossa própria vida, bem finito e sem reposição.
Ninguém é obrigado a fazer o que não deseja. É justamente o oposto: não ser maria-vai-com-as-outras, e sim ver claro até onde nosso próprio desejo pode chegar e até que ponto estamos perdendo a oportunidade de viver melhor. Confundimos personalidade com resistência, força de caráter com teimosia, bons hábitos com mesmice, e o resultado é que vivemos numa espécie de marasmo espiritual que nos impede qualquer ação fora dos padrões vigentes de nosso comportamento.
E no entanto toda pessoa é capaz de criar alguma coisa com sua marca. Cada um pode viver mais plenamente se apenas entregar ao mundo uma contribuição sua, pessoal, que ninguém mais poderia dar. Pode ser uma comida mais saborosa, um trabalho artístico ou artesanal, uma atividade social ou profissional levada com o empenho de quem quer fazer o melhor. Importa sim fazer o melhor que se pode. Não para competir ou ganhar medalhas, que às vezes nunca chegam para quem mais as merece, mas para satisfazer à necessidade que é um dos diferenciais da pessoa humana: criar alguma coisa sua, que seja capaz de abrir um espaço de dedicação e interesse maior em sua vida.
O pensamento criativo não tem razão externa aparente nem segue programas ou canais preestabelecidos: é natural como nascer, como fazer amor. Pensamento criativo é pura paixão. Mas é preciso deixar que ele flua, dar asas à paixão; ouvir sua voz dentro de si e agir para que dê frutos. Ver a própria produção como coisa concreta e real é um prazer que incentiva a doce ousadia de apresentá-la aos olhos alheios – e talvez vê-la devidamente bem-recebida. Vale a pena.

17 comentários:

Eliana Mora (El) disse...

"nada tem validade eterna", inclusive nós...gostei do texto. O espaço interno de criação e mutabilidade se constrói,e dá trabalho....


um abração da El
[Eliana mora]

pqueirozribeiro disse...

Gostei muito do texto. Devemos sempre deixar uma porta aberta para as mudanças. Nossos engessamentos nos deixam parados e sem forças para prosseguir. Sobre a sua visita, muito obrigado. Estarei sempre por aqui. Gostei do blog!!

Taiyo Omura disse...

não atravessamos duas vezes
o mesmo rio

e a constante parece ser o movimento

por entre além e antes
do tempo

o teu texto tece uma corda
numa viola

que toda repetidamente diferentes
horas

e viola o tempo o espaço
e a própria corda de aço

com que testa o pensamento

sobra coração
em sobras

de cor

o movimento parece ser constante
num silêncio brilhante

feito palavra:

obrigado pela porta aberta

Philip Rangel disse...

O entrando Numa Fria...pede carona e passa pra conhecer seu blog....fui indicado a passar aki por amigos...uma vez que é prazeiroso fazer novos parceiros e conhecer novos leitores e amigos....

parabens pelo conteudo...e voltarei..

Bia Pontes disse...

Que texto delicioso, minha querida. Está cheinho de frases que podem ser destacadas e relembradas sempre. Obrigada, adorei!

Estou com blog novo, o endereço é quase igual mas é diferente rs. O Mirada continua no ar, mas devo ficar mais neste por enquanto.
Será bem-vinda quando quiser: Closet (http://bbiapontes.blogspot.com )
beijos,
Bia

juloira disse...

"É bom suspeitar das certezas que nos impedem de seguir caminhos, quebrar hábitos e nos afastam das pessoas."
obrigada pela visita, gostei mto dos seus blogs, vou se guir este tbém. bjus!!!!!

Cöllyßry disse...

Tudo tem o sem momento,eternizar é deixar passar a vida, belíssimo texto...

Beijitos

ลndreia disse...

Há momentos que tudo o que temos e sabemos têm de ser visto com uma nitidez extrema. E é aí que caímos! *

ลndreia disse...

Há momentos que tudo o que temos e sabemos têm de ser visto com uma nitidez extrema. E é aí que caímos! *

Estela disse...

"Vida é movimento, a estagnação é que é o fim."
Obrigada pela visita.
Gostei do que vi aqui.
Bjs.

Andrea disse...

Oi Adelaide!

Vim retribuir a visita! A paixão do pensamento criativo requer ousadia, coragem e disposição. Que possamos ser corajosos e que nossas vidas tenham o colorido do novo!
Voltarei mais vezes.
Beijos, boa semana!

Graça Pires disse...

Realmente tudo muda. Gostei muito de seu texto. E concordo: "é bom desconfiar de princípios que criam limites intransponíveis".
Beijos.

Janaina Amado disse...

Adorei o texto, Adelaide. Não há prazer maior do que a criação. De volta aos blogs, dei uma passadinha para o alô. Abraço!

Philip Rangel disse...

é bom nao confiar em tudo ne..e ir com calmaa....gosteii

Mari Amorim disse...

adorei!,muito conciso.
tem uma blogagem em defesa da infancia,seu comentário e valioso,e sua visita um prazer.
beijos
Mari

Prof. Israel Lima disse...

Venha Você, Também, Comemorar!
35º Aniversário do Prof. Israel Lima (23/05/2009)
e os 4 meses do [Pelo Corredor da Escola] (22/05/2009)


Ofereço a você que acompanha meu blog “Pelo Corredor da Escola” um selo comemorativo do 4º mês na net do blog e do meu 35º aniversário.
Esta foi a maneira que achei para retribuir o carinho que você tem dispensado a mim, visitando e comentando as postagens que publico no blog, que a tão pouco tempo vem crescendo, graças a você, eu só tenho que agradecer. Para mim é um privilégio ter você, lá, no meu espaço, que surgiu em 22/01/2009. No dia 22 deste mês o blog completará 4 meses na net e no dia 23 é o meu aniversário de 35 anos. Venha comemorar comigo!!!

O selo é o meu presente para você.

O presente que eu quero receber de você é a sua visita e VOTOS nos meus selos de participações.

Bom, agora e só copiar e usar em seu blog.

Desde já agradeço o seu carinho e consideração.

Será um prazer imenso visualizá-lo em seu blog.


Um grande abraço,

Prof. Israel Lima

lestat disse...

ja nao me lembro bem do titulo,mas o que digo é que nós temos de ser criativos e diversificados,pois o caracter e resistencia, e a personalidade é um defeito,agradeco muito ter lido isto,pois em principio vou me despedir do trabalho, pois prefiro ter caracter a ser resistente,mas confesso que para as pessoas de todo o universo as vezes,é como diz a nossa criativa,ficamos metidos na nossa pacividade,e nada fazemos,obrigado pois quando menos esperamos lemos coisas interessantes